Como gerenciar o seu e-commerce de forma profissional

Como gerenciar o seu e-commerce de forma profissional?

O gerenciamento está ligado às decisões dos responsáveis em função do mercado e de seus consumidores. O intuito é manter o empreendimento estável e gerando lucro. A gestão é fundamentada em metas, planejamento, análises, entendimento dos problemas e organização dos recursos financeiros e tecnológicos, entre uma série de outras atribuições.

Apesar de estar em um ambiente digital e com ferramentas automatizadas, o gerenciamento requer esforço humano, organizado em grupo, a fim de chegar a metas e objetivos. Alguns erros no processo são comuns e, por isso, a gestão é um processo que se adapta aos problemas enfrentados, às necessidades e também às oportunidades de mercado.

Como ter um e-commerce de sucesso?

Não existe uma fórmula mágica, mas sim um caminho que é formado de estudo, planejamento e ações destinadas ao futuro, além de acompanhamento contínuo. Vamos às sugestões:

Saiba como seu público se comporta

A gestão do negócio é conduzida para quem? Uma vez que as ações da empresa devem ser voltadas para atender às necessidades de um público específico, esse deve ser o ponto de partida para a gestão. Daí a importância de compreender as características comportamentais de quem é o destino de seus produtos/serviços, as expectativas e quais diferenciais são relevantes para eles.

Trata-se de um processo contínuo que se inicia com pesquisa, acompanhamento das métricas do e-commerce (vamos abordar o tema mais à frente), o feedback, análises de mercado e tudo mais que for relevante para tornar a estratégia cada vez mais assertiva.

Faça uma análise fria do seu site

Você compraria do seu e-commerce? A interface é agradável e intuitiva, apresenta fácil navegação e seu cliente pode encontrar o que precisa sem dificuldades? As imagens são nítidas e a descrição dos produtos é bem detalhada? Seja criterioso na avaliação, pois seu cliente também será antes de disponibilizar seus dados bancários ou informações pessoais.

Portanto se a resposta for negativa para algumas dessas perguntas, é o momento de repensar a estratégia ou os elementos do e-commerce. Além dessas questões visuais e relacionadas à experiência do usuário, também é importante manter o ambiente seguro com certificados SLL, blindagem de site e análise de risco, entre outros pontos que aumentem a segurança do consumidor em fechar o negócio.

Controle seu estoque e logística

Os gestores precisam ter uma visão ampla de tudo que acontece com os ativos do negócio, independentemente dos canais de vendas em que atua. Partindo dessa premissa, o entendimento do ciclo de vendas se faz fundamental, principalmente se os produtos são vendido no e-commerce, no marketplacee/ou loja física.

O estoque e a logística são os pontos mais importantes, pois deve-se evitar vendas em duplicidade de um produto, verificar as melhores opções de entrega e as técnicas de embalagem/separação mais interessantes para cada canal. A palavra de ordem é a convergência, para que todos os setores trabalhem juntos em prol do empreendimento.

Acompanhe os resultados dos investimentos em marketing

Mesmo que seja o investimento de tempo, como as abordagens baseadas no conteúdo criado pelo próprio e-commerce, é importante acompanhar seu retorno. Se não houver o controle dos valores investidos, são grandes as chances de destinar esforços em anúncios com pouco ou nenhum resultado.

Algumas plataformas, como Facebook Ads e Google AdWords, apresentam painéis que possibilitam aos gestores segmentar os anúncios, analisar o que está funcionando com o público-alvo e o que precisa ser ajustado. Basicamente, será preciso identificar as ações que estão gerando mais conversões e reduzir investimentos naquelas pouco funcionais.

Defina as métricas mais interessantes para o negócio

Métricas são todos os indicadores de desempenho (numéricos ou não) que uma organização gera em função de seus esforços estratégicos. No e-commerce, geralmente estão ligadas às áreas financeiras, de marketing e TI.  Entre as mais importantes, podemos listar:

  • PageView: número de acessos à página.
  • Impressões: frequência em que o site do e-commerce é exibido.
  • Usuários: quantidade de visitantes do site, incluindo todos os canais por onde é acessado.
  • Taxa de Cliques (CTR): quantidade de cliques que um anúncio, página ou botão recebe.
  • Custo por Clique (CPC): custo pago por clique (geralmente está ligada a métrica CTR).
  • Retorno sobre investimento (ROI): é a métrica que permite entender se a empresa está ganhando ou perdendo com seus investimentos.

Ainda sobre o ROI, A fórmula é definida da seguinte forma: ROI = (Retorno do Investimento – Custo do Investimento) / Custo do Investimento x 100 (se quiser expressar o resultado em uma porcentagem).

Por exemplo: o e-commerce investiu R$ 1.000 em uma campanha de links patrocinados para a venda de mil (1000) itens do estoque. Cada um dos itens foi adquirido a R$ 100 e seu preço de venda será de R$ 250. Com a campanha, a loja vendeu 20 itens. O cálculo do ROI será:

Calculando o custo do investimento: 30 (peças vendidas) x 100 (custo de aquisição) + 1.000 (campanha) = R$ 4.000;

A receita foi de 30 (peças vendidas) x 250 (preço de cada item) = 7500;

Aplicando a fórmula do ROI, temos:

ROI = (7500 – 4000) / 2.500 = 1,4

ROI = 1,4 x 100

ROI = 140%

Ou seja, a loja virtual teve lucro nessa campanha.

É possível fazer tudo sozinho?

Dependendo do grau de maturidade e o tamanho da loja virtual, sim. No entanto, conforme o negócio for crescendo e se profissionalizando, será preciso contar com suporte de terceiros, assim como novas ferramentas, tecnologias e serviços. Conforme a parceria se fortalece, é possível contar com prazos e condições mais interessantes, serviços específicos e outras facilidades que só os parceiros podem oferecer.

Também é importante alinhar o gerenciamento de e-commerce com as expectativas da sua equipe. Cada colaborador é importante e precisa estar motivado para que suas ações prejudiquem os objetivos do negócio. Procure sempre mantê-los motivados e mostre sua importância para o sucesso do empreendimento. No mais, boas vendas!

Gostou do que leu? Deixe seu comentário abaixo com os assuntos que gostaria que abordássemos para que possamos criar mais conteúdo de seu interesse. Até mais!

Leve o seu NEGÓCIO para o próximo Nível.

Danilo Barbieri

Danilo Barbieri é palestrante, formado em administração de empresas, empresário e idealizador de diversos projetos de sucesso na internet. Fundou o blog Bastidores do E-commerce, onde propaga conhecimento, prática e estudo de alto nível para empreendedores online.

Website: https://bastidoresdoecommerce.com.br/quem-e-danilo-barbieri/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *